Fitoterapia

A fitoterapia para o tratamento do melasma deve ser devidamente orientada para esse fim.
Abaixo, citamos alguns métodos exatamente como são mencionados no livro Tratado de Medicina Oculta e Magia Prática, de Samael Awn Weor. A única receita que menciona diretamente o termo “melasma” (pano negro, como se dizia antigamente no Brasil – em espanhol: paño negro) é a primeira. Transcrevemos as receitas em itálico, e logo, em algumas delas, apresentamos comentários.
O link para o mencionado livro é (português):
http://www.clxv.org/livros/samaelaunweor/SamaelAunWeor_Tratado_de_Medicina_Oculta_e_Magia_Pratica_br.htm ;

em (espanhol): http://sawzone.org/docs/MedicinaOculta1952.pdf

É importante lembrar que devemos analisar todas as informações que nos chegam com espírito crítico e com mente aberta. Muitas verdades científicas hoje comprovadas eram, no passado, tidas como ridículas crendices.
Obs.: o mencionado livro prescreve umas orações que devem ser feitas, relacionadas às plantas que envolvem todas essas misturas. Como a grande maioria das pessoas não são exoteristas, aconselhamos apenas que o doente ore a Deus (conforme se crê em sua religião) que faça com que as propriedades curativas das plantas que serão ingeridas atuem o mais eficientemente possível em seu organismo. Não é demais que essa oração seja feita antes de cada ingestão.
IMPORTANTE:
Não é recomendável fazer uso de mais de uma das receitas por vez.

1) “PAÑOS NEGROS
Naranja agria con ruibarbo en polvo en agua azucarada. La carne hace daño para el manchado.”
TRADUÇÃO:
(“PANO NEGRO
Cura-se com laranja azeda e ruibarbo em pó em água açucarada. O consumo de carne é prejudicial para o portador dessas manchas.”)
Comentários:
a) A receita contém laranja, rica em vitamina C, poderosa substância que, como todo antioxidante, tem efeito sobre a liberação de melanina na pele;
b) Contém ruibarbo. Se lermos sobre as propriedades dessa planta, verificaremos que ela age muito beneficamente sobre o estômago, o fígado e o intestino, o que é perfeitamente compatível com o que se afirma em outros trechos deste saite: o melasma é causado por disfunções orgânicas, principalmente provenientes de desordens do sistema digestivo.
Costuma-se aconselhar que pessoas que se encontrem em condições excepcionais, como mulheres grávidas e lactantes, doentes do coração, etc, consultem um profissional fitoterápico ou farmacêutico sobre os efeitos colaterais do ruibarbo, antes de usar; e também os diabéticos devem, claro, considerar que a fórmula contém açúcar.
c) Essa última substância, que é considerada o veneno mais mortífero inventado pela humanidade, antes de ser usado como condimento, era usado como remédio;
d) “A carne faz mal para o portador dessas manchas.” Se considerarmos livros como Medicina Natural ao Alcance de Todos e muitos outros, constataremos que a carne é dos alimentos que mais afetam negativamente o aparelho digestivo, obrigando o organismo a um esforço descomunal para processá-la, já que é muito indigesta. Com esse esforço, o organismo gera calor em excesso, o que, somado ao tempo prolongado de digestão, desequilibra todo o funcionalismo do nosso corpo e ocasiona apodrecimento da comida no nosso aparelho digestivo, gerando excesso de toxinas no nosso corpo. É claro que esses efeitos manifestam-se de forma variável conforme as particularidades de cada um;
e) A receita não menciona o modo de usar o remédio. Diante disso temos de refletir sobre como atuar. Essa reflexão deverá levar em conta diversos aspectos. O primeiro deles é que talvez o autor não tenha citado o modo de usar devido ao fato de que cada doente, possuindo suas idiossincrasias, tem suas necessidades próprias dos componentes da mistura.
Aconselhamos que cada indivíduo vá percebendo qual é a sua dose ideal para esses componentes, principalmente para o ruibarbo. Pode-se começar com uma ou duas ou três doses diárias do remédio, com uma muito pequena quantidade do pó num cabo de colher, e com o tempo ir observando as reações do intestino, do sistema nervoso, de todo o organismo. Daí, pode-se aumentar a quantidade do ruibarbo ou diminuí-la, assim como a quantidade de doses diárias da mistura (no máximo três), até ajustar o funcionamento do organismo. Também pode se dar que se escolha uma determinada dosagem, e, mantendo-se ela, o organismo apresente reação mais ou menos aguda, podendo, assim, não significar que a dosagem esteja errada; pode ser isso apenas uma atividade orgânica de profunda depuração, e, com o tempo, o metabolismo ir-se voltando ao normal. Portanto o paciente será responsável por ajustar sua dosagem.

2) “MANCHAS EN LA CARA
Las manchas de la cara desaparecen totalmente tomando el gran depurativo que a continuación damos:
El cocimiento de flores y raíces de la cabuya (maguey), con ajenjo y bejuco de cadena, endulzados con la miel de abejas, tome el enfermo tres copas diarias.”
TRADUÇÃO:
“MANCHAS NO ROSTO
As manchas do rosto desaparecem completamente se tomarmos o
seguinte depurativo: cozimento de flores e raízes da pita com losna e cipó-escada. Adoça-se com mel de abelhas para o enfermo tomar três
taças diariamente. ”
Comentário:
Normalmente é difícil se encontrarem as raízes e principalmente as flores de pita. Aconselhamos somente o uso das fórmulas rigorosamente como são prescritas.

3) “FORMULA PARA CURAR ERISIPELA, LLAGAS, DAÑOS DE LA PIEL, AFECCIONES CUTÁNEAS, ETC.
En agua ligeramente azucarada y previamente hervida, disuélvase lo siguiente:
Crémor……………………………. 1 onza
Ruibarbo………………………….. 1 onza
Maná……………………………… 1 onza
Jalapa……………………………. 1 onza
Limón…………………………….. 1 onza
Panela……………………………. 250 gramos
Tómese esta composición por cucharadas, una cada hora. Además, el enfermo deberá golpearse la parte afectada, con una rama llamada “Bicho largo”, humedecida en orines asoleados.
Procediendo de acuerdo con las instrucciones, estamos seguros de la eficacia absoluta de la fórmula, pese a que los sábelo-todo se rían y desconfíen.”
TRADUÇÃO:
“…FÓRMULA PARA CURAR ERISIPELA, CHAGAS, DANOS DA PELE, AFECÇÓES CUTÂNEAS, ETC.
Em água ligeiramente açucarada e previamente fervida, dissolva o
seguinte:
Cremor……………………1 onça
Ruibarbo………………….1 onça
Maná………………………1 onça
Jalapa……………………..1 onça
Limão……………………..1 onça
Rapadura…………………250 gramas
Tome esta composição em colheradas, uma a cada hora. Além disso, o
enfermo deverá golpear a parte afetada com um ramo chamado “bicho largo”, umedecido em urina ensolarada.
Procedendo de acordo com as instruções estamos seguros da eficácia
absoluta da fórmula, mesmo que os “sabetudo” riam e desconfiem.”

4) “PECAS O MANCHAS
Se coge la Concha de Nácar, se exprimen tres limones hasta tapar las Conchas. Si no hay Conchas de Nácar, se pueden utilizar botones de nácar. Se deja en maceración y a los ocho días forma una pomada y a esta pomada se le agrega por cada onza de pomada, 25 gramos de Bórax o Atíncar; 9 gramos de Sal de comer y algún perfume para que la pomada sea agradable.
Se lava con agua tibia que tenga nueve gramos de sal de comer y nueve gramos de Bórax, se lava el lugar de las pecas, se seca bien y con lija de agua que es de color negro, se raspará la mancha o cicatriz y se unta la pomada que se preparó anteriormente. Al día siguiente se limpia con una toalla y se unta manteca de cacao durante la noche o por el día. No se puede asolear cuando se esté haciendo este tratamiento.”
TRADUÇÃO:
“SARDAS E MANCHAS
Apanham-se conchas de nácar e espremem-se três limões para tapá-las. Se não houver conchas de nácar, pode-se fazer uso de botones de nacar.
Deixa-se em maceração. Oito dias depois formou-se uma pomada. Para cada onça dessa pomada, adiciona-se 25 gramas de bórax ou atincar, nove gramas de sal comestível e algum perfume para que a pomada não se torne desagradável.
Lavam-se as regiões sardentas com água morna e que tenha nove gramas de sal de cozinha e nove gramas de bórax. Seca-se bem. A seguir, raspa-se a mancha ou a cicatriz com lixa d’água que tem uma cor negra e aplica-se a pomada que se preparou antes. No outro dia, limpa-se tudo com uma toalha e unta-se com manteiga de cacau; de dia ou de noite. Importa que não se apanhe sol enquanto se esteja fazendo este tratamento.”

5) “MALEFICIOS EN LA PIEL
Se cogen en la forma prescrita nueve hojas de la planta llamada “solito” de tres en tres, y se aplican en forma de cruz sobre la piel afectada. Téngase el cuidado de no dañar el tallo de la planta, para que el elemental sane al enfermo.”
TRADUÇÃO:
(“MALEFÍCIOS NA PELE
Colhem-se, da maneira prescrita, nove folhas da planta chamada souto. Apanham-se as folhas de três em três e aplica-se em forma de cruz sobre a pele afetada. Tenha-se o cuidado de não machucar o caule da planta para que o elemental cure o enfermo.”)

3 respostas a Fitoterapia

  1. administração disse:

    Tem de ver na sua cidade onde há vendedores de ervas. Mas, há algumas que são difíceis de encontrar. Então é melhor às vezes utilizar-se de uma receita que faz uso de plantas mais fáceis de achar.

  2. gerlanne disse:

    onde posso comprar os ingrediente para fazer esse remedio citado acima com essas raizes: flores e raízes da pita com losna e cipó-escada

  3. marlete disse:

    Nacar é uma substancia brilhante e furtacor que é mais abundante em algumas conchas e podem ser substituíadas por” botões de madripérolas”, aqueles comprados em casas de aviamentos prá costuras,que contém a mesma substancia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *