Terapia do óleo de girassol

A terapia do óleo de girassol é exposta no livro “A Surpreendente Limpeza do Fígado e da Vesícula”, de Andreas Moritz (estudado neste saite na página “Limpeza do Fígado e da Vesícula”). Parece ser uma prática muito antiga. Vamos transcrever abaixo o texto do livro e, em seguida, vamos apresentar links de saites que também prescrevem a terapia. Alguns desses saites apresentam testemunhos diversos de pessoas que obtiveram resultados impressionantes com o método, inclusive curando-se de problemas de pele. O mais importante, como se tem enfatizado neste saite, é a obtenção da regularidade funcional do organismo em todos os âmbitos, que é o que a terapia do óleo de girassol ajuda a promover.

 Há uma divergência entre os saites relacionados a esses links que se apresentarão no fim desta página e o texto abaixo transcrito do livro no que se refere à aplicação do método. Enquanto os saites aconselham  bochechar o óleo continuamente por 15 minutos, o texto abaixo prescreve fazê-lo por  três ou quatro minutos, cuspir e repetir o procedimento por mais duas vezes; assim impede-se a reabsorção de toxinas. Quem quer que o queira aplicar refletirá sobre qual é  o melhor tempo a utilizar.

 O texto abaixo é a tradução do item 19 do capítulo cinco do livro. Esse capítulo trata sobre “Regras Simples Para Evitar a Formação de Cálculos.”

 “Aplicar a Terapia do Óleo Vegetal Diariamente

A terapia do óleo vegetal é um método simples, mas surpreendentemente efetivo para limpar o sangue e tem se  mostrado eficiente para numerosas desordens, incluindo enfermidades sanguíneas dos pulmões e do fígados, enfermidades dos dentes, das gengivas, dor de cabeça, enfermidades da pele (grifo nosso), úlceras gástricas, problemas intestinais, falta de apetite, doenças do coração e dos rins, encefalite, problemas nos nervos, falta de memória, desequilíbrio próprios da mulher, inchação no rosto e bolsas sob os olhos.  A terapia consiste em sorver uma pequena quantidade de óleo vegetal e movimentá-lo por toda a boca.

Para aplicar essa terapia você precisa de óleo de girassol ou de gergelim prensado a frio e não refinado. Pela manhã, em qualquer momento antes do desjejum, coloque uma colher de sopa do óleo na boca, mas não o engula. Movimente-o lentamente pela boca, mastigue-o, passe-o por entre os seus dentes, por três ou quatro minutos.  Isto faz com que a saliva se misture com o óleo e ative a liberação de enzimas, as quais têm a propriedade de retirar toxinas do sangue. Por essa razão é importante cuspir o óleo não mais que três ou quatro minutos após o início da prática. Você não quer que as toxinas sejam reabsorvidas. Você observará que o óleo tomará a aparência de cor leitosa ou amarelada (saturada com toxinas e bilhões de bactérias nocivas).

 Para melhores resultados, repita esse processo por mais duas vezes. Então enxágue a boca com uma solução contendo meia colher de chá de bicarbonato de sódio ou meia colher de chá de sal marinho não refinado. Essa solução remove tudo o que reste do óleo e das toxinas. Adicionalmente, você poderá escovar os dentes para ter certeza de que sua boca ficará limpa. Raspar a língua também é aconselhável.

 Alguns dos efeitos visíveis dessa prática incluem o branqueamento dos dentes e a eliminação de sangramento nas gengivas. Nos períodos de enfermidade, esse procedimento pode ser repetido três vezes ao dia, mas somente com o estômago vazio. A terapia do óleo vegetal alivia e ajuda as funciones hepáticas ao extrair as toxinas do sangre que o fígado não conseguiu remover ou purificar. Isto beneficia todo o organismo.”

Links de saite sobre a terapia do óleo vegetal:

http://www.docelimao.com.br/site/terapias/950-a-cura-pelo-oleo-de-girassol

http://www.rosangelaliberti.recantodasletras.com.br/blog.php?idb=12641

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *